www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Conheça a líder comunitária do Encosta Norte

Publicada em: 24-11-2016

 

Daniele Amorim/CLN

 

                                                                                                                                                    Daniele Amorim/CLN

Sueli luta por melhorias do Encosta Norte há dez anos 

 

"Em 10 anos de Itaim Paulista, não tem um governante que eu não irritei" assim começa a nossa entrevista com Sueli Moreira, 43 anos, em seu apartamento de dois cômodos do CDHU no bairro do Encosta Norte, zona leste da cidade. Sueli mudou-se para a região há dez anos com sua família e desde sua chegada vem lutando para a melhoria da qualidade de vida do entorno. 

 

Ela está sempre nas reuniões promovidas pela sociedade civil, como o CONSEG (Conselhos Comunitários de Segurança) do Itaim Paulista e encontros com líderes comunitários na subprefeitura: "Eu vou todo o mês [nas reuniões]. A demanda é a mesma, a gente tá sempre discutindo entre a gente. Quem pega aquele documento? Aquela ata? Como esse documento vai ajudar a gente? Os problemas são os mesmos: insegurança".

 

Antes de se mudar para o bairro, ela já militava pelos direitos das mulheres em situação de prostituição, deficientes físicos e moradores da rua. Grande parte do seu engajamento vem da época que morou na zona central da cidade, onde pernoitava em um hotel na região.

 

No Encosta Norte, ações de zeladoria foram feitas por conta da pressão da população liderada por Sueli. A primeira delas foi executada quando ligou na Rádio Capital em 2009 e falou com o subprefeito do bairro da época, Celso Capato. Para ela, após a ligação o Encosta Norte foi redescoberto.

 

Atualmente, ela reúne-se com alguns moradores para reivindicar o terreno pertencente ao CDHU que fica atrás do prédio onde mora para fazer um praça e ocupar o espaço.

 

Com o passar dos anos reivindicando melhorias para o bairro, Sueli confessa que está cansada: "Eu já tive mais gás para trabalhar, agora tá acabando porque a própria população não participa". 

 

Porém, antes de se despedir da reportagem, ela afirma que está engajada em encontrar pessoas que apadrinhem crianças do bairro para a campanha de Natal que ela faz há quatro anos com doações de roupas, brinquedos e calçados. Talvez ela ainda tenha fôlego para outras lutas. 

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN