www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Violência sexual contra a criança e adolescente é tema de seminário no CEU Vila Curuçá

Publicada em: 18-05-2016

Daniele Amorim/colaboração

 

                                                                                                                                   Daniele Amorim/colaboração

Com 400 espectadores, Seminário reuniu servidores da saúde, educação e asssitência social 

 

Um dia antes da celebração do Dia Nacional de Combate e Exploração Sexual das Crianças, que é comemorado hoje, 18, foi realizado no CEU Vila Curuçá, zona leste da cidade, o 3º Seminário de Enfrentamento da Violência Sexual contra a criança e o adolescente. O evento teve a participação de cerca de 400 espectadores, entre eles funcionários da saúde, educação e estudantes.

 

O encontro, que foi criado em 2014, tem o intuito de debater ações de combate contra qualquer tipo de violência, abuso e exploração aos menores de 18 anos e conscientizar aos funcionários da rede de educação e saúde da zona leste qual é o melhor procedimento em casos que já foi constatado alguma forma de violência na criança e como comunicar o conselho tutelar mais próximo.

 

O primeiro seminário deste ano foi apresentado pela educadora Thaís Tavares que falou sobre a importância da escola em diagnosticar a mudança de comportamento de uma criança que pode ser causado por algum tipo de abuso, e relatou a necessidade de comunicação entre os diferentes órgãos como: saúde, educação e assistência social, para otimizar o atendimentos a estas crianças. Em seguida, Edinho Santana, ex-conselheiro do CONDECA (Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente) apresentou seu seminário sobre o papel de união entre diferentes órgãos para o proteção integral dos jovens. "Temos que ter dinheiro para atender essas necessidades, precisamos do esforço completo." comentou ele.

 

Após os seminários, foi aberta uma mesa de perguntas com os palestrantes Thaís Tavares e Edinho Silva, a psicóloga do Centro de Referência a Vítima, Luanda Godóis e Maria Lúcia Cavalcanti, representante do Fórum da Criança e Adolescente.

 

A servidora do sistema único de assistência social Rose Borges, 45, é moradora de São Miguel Paulista e reiterou a importância de eventos como este para a região: "É sim [muito importante]. Ainda mais que estamos na periferia, o último bairro do extremo leste, é de extrema importância"

 

A professora da Escola Estadual Dr. Umberto Luiz D'Urso, Marilene Bruno, 35, falou sobre a importância do seminário no âmbito educacional: "Tudo a ver com que a gente faz. Sou professora de PMEC [Professor Mediador Escolar], eu não atuo direto na sala de aula, a gente atua com todas as diversidades na escola. A gente tem que assistir esses seminários para levar essas atividades dentro da escola, passar para os outros professores todas as importâncias. O disque 100 não é tão divulgado no canal aberto, então a gente tem que chegar na escola e conversar com os alunos."

 

Cadê os números?

 

As notificações compulsórias foram um assunto muito debatido no seminário, pois para que haja o controle e medidas sejam planejadas para o combate da violência em crianças e adolescentes, é necessário o registro de quantos jovens já foram violentados ou negligenciados de alguma forma, porém, o único número estabelecido pelo município são os registros de atendimentos nos órgãos da região. No Itaim Paulistas existem a Casa de Isabel, o Hospital Santa Marcelina de Itaim Paulista e as UBS's Atualpa e Jardim Campos. Segundo a Supervisões de Vigilância em Saúde do Itaim Paulista, foram atendidos 278 casos desde o começo do ano nestes quatro equipamentos.

 

O secretário municipal de saúde, Alexandre Padilha, 44, explicou o por quê o registro ainda é tão precário na região: "A decisão de transformar em notificação obrigatória é recente, aqui na cidade de São Paulo passou a ser uma implementada de forma completa em 2015".

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN